Como funciona o refinanciamento de veículos


Se as parcelas de seu carro ou moto estão atrasadas e você já não sabe mais o que fazer para sair da “bola de neve”, faça um refinanciamento de veículo, veja como funciona esse procedimento aqui.

 

Você já pegou um empréstimo para comprar seu carro e está tendo dificuldades para pagar? Não se preocupe. Hoje, os bancos e as financeiras de veículos estão aumentando o refinanciamento. Quer saber como funciona o refinanciamento de veículos? É simples.  Faz uma nova operação de crédito a partir de um financiamento existente. O objetivo é encaixar as prestações no orçamento do cliente. No entanto, o prazo para quitação é maior.

 

Veja aqui como você pode fazer o refinanciamento de veículo sem complicação

 

O refinanciamento é uma ótima opção tanto para a prestadora do serviço como para o cliente. No entanto, as prestações devem caber no bolso do cliente. Três aspectos devem ser levados em conta na hora refinanciar seu veículo:

 

- O prazo deve ser maior para quitação;
- Os valores das parcelas devem ser menores;
- O custo da dívida deve ser menor.

 

Caso não se importe com estes três itens, o refinanciamento pode ser um equívoco e virar um problema maior. Por isso, negocie com seu credor para que a nova operação seja um benefício para você. Além disso, o banco ou a financeira tem o interesse que o financiamento seja pago em dia para que as prestações atrasadas não contaminem a qualidade da carteira de crédito. Não deixe que a pressa em fechar o negócio acaba criando novos parcelas mais difíceis de quitar.

 

Como fazer o refinanciamento de veículos?

 

Este processo deve exigir calma, paciência e muita informação. Por isso, primeiramente procure seu credor e converse sobre o refinanciamento e como fazê-lo. Não será na primeira conversa que conseguirá chegar a um bom termo. Fique tranquilo para não empurrar uma situação ainda mais difícil e ficar super endividado.

 

Para fechar negócio, fique atento:

 

1- Mantenha a calma e seja perseverante. Você terá várias conversas para chegar a um bom termo;

 

2- Monte uma planilha detalhada de sua receita e despesas e veja o quanto cabe no seu orçamento;

 

3- Faço um acordo que consiga cumprir e pagar. Caso contrário, o refinanciamento vai virar uma bola de neve e continuará com o mesmo problema;

 

4- Caso o gerente ou funcionário se mostrar irredutível, procure uma instância superior;

 

5- Consulte o PROCON ou a defensoria pública do seu Estado. Eles vão ajudar com informações e acompanhar as renegociações.

 

Despois destas dicas seu problema com parcelas atrasadas vai acabar, siga os conselhos e em um curto período de tempo você não terá mais dores de cabeça com financiamentos atrasados.